sábado, 10 de fevereiro de 2018

O.Q de Quadrinhos sorteia revistas em projeto de capoeira

Ocorreu neste sábado (10.02.2018) mais uma aula de capoeira no Barracão do BomDiArte, localizado no bairro Dona Zulmira (Uberlândia/MG). As aulas que ocorrem no espaço desde abril de 2017, são ministradas pelos capoeiristas Mestre Urso e professor Crocodilo.
Por sermos parceiros do BomDiArte, neste sábado, e visando incentivar em paralelo a pratica de esportes, o habito de leitura, sorteamos dois exemplares da revistas O.Q de Quadrinhos, para a turma (formada por crianças, adolescentes, adultos e terceira idade).  

  O ganhador das revistas foi o aluno Carlos (foto abaixo). Esperamos que goste! Felicidades Carlos. Sucesso ao BomDiarte. 

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

30 de Janeiro- Dia Nacional da História em Quadrinhos


Cartum comemorativo  - Dia Nacional da História em Quadrinhos

Pois é, dia 30 de Janeiro chegou e é hora de comemorarmos, afinal hoje é o dia Nacional da História em Quadrinhos e para comemorarmos fizemos essa tirinha com nosso personagem Los Intelectuais.
Mas por que 30 de Janeiro como o dia Nacional da História em Quadrinho?
O dia 30 de janeiro foi escolhido pois nesta data no ano de 1869, o cartunista e artista Angelo Agostini,  em uma ação pioneira publicou  na revista Vida Fluminense o que e tido como a 1ª Historia em quadrinhos do Brasil: As Aventuras de Nhô Quim ou Impressões de Uma Viagem à Corte.

domingo, 28 de janeiro de 2018

Faleceu neste sábado Mort Walker, criador do Recruta Zero


Faleceu neste sabado, Mort Walker, criador do Recruta Zero. 
03.09.1923- 27.01.2018


Mais informações: http://www.universohq.com/noticias/mort-walker-criador-do-recruta-zero-falece-aos-94-anos/ 
por Marcelo Naranjo

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Feliz Natal e um 2018 repleto de realizações!


Feliz Natal e um 2018 repleto de realizações e o que desejamos a todos que nos acompanham! Amigos, ex-alunos e companheiros de jornada.

Boas festas!

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Machado e Leão- Coisas parecidas?

Cartum: Machado e Leão-  Coisas parecidas?

Mais uma tirinha de Los intelectuais, agora fazendo uma breve reflexão sobre a realidade uberlandense. O cartum , Machado e Leão-  Coisas parecidas? faz uma breve analise da realidade politica local. Para os bons entendedores e claro a diferença. 

D.C- 11.11.2017 - Jimmy Rus

sábado, 28 de outubro de 2017

11ª Edição de Festival de Animação em Uberlândia

“O Kaiser”, de Seth, é o merco zero da animação no Brasil / Foto: Reprodução


         Acontece neste sábado 28.10.2017 a 11ª Edição do Festival de Animação em Uberlândia/MG.A mostra que comemora também o centenário da animação contara com a apresentação o projeto Animare do Estúdio F7 e Marcelo Branco e posteriormente terá a apresentação da Mostra Nacional de Animação, sendo encerrada com a apresentação da histórica animação "O Kaiser".  
         Vale a pena conferir!

SERVIÇO
O QUE: Dia Mundial da Animação
ONDE: Museu Universitário de Arte (MUnA) (Praça Cícero Macedo, 309, Fundinho)
QUANDO: sábado (28), a partir das 18h30
ENTRADA FRANCA


Fonte: http://olhanodiario.com.br/noticia/14027/dia-mundial-da-animacao-tem-sua-11--edicao-em-uberlandia#.WfPZTERGgVA.facebook

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

DO que não é só meu ... ... SOBRE A ARTE DEGENERADA


ME
Em 1933, Hitler fecha a Bauhaus na Alemanha (Escola de Arte criada pelo arquiteto Gropius em 1919) e promove a primeira exposição difamatória da arte moderna em Karlsruhe e Mannheim. O regime nazista começa então a perseguir diversos curadores, diretores de museus, artistas e professores como Willi Baumeister e Otto Dix.
Em 1937, o então ministro da propaganda Josef Goebbels, difundiu uma massificada campanha contra a arte moderna, criando assim o conceito de “Arte Degenerada”, para definir uma série de obras artísticas que eram consideradas “subversivas”. As maiorias destas obras eram de artistas alemães, porém entre elas havia também telas de Matisse, Picasso e até mesmo Van Gogh.
Foram confiscadas cerca de 5000 obras e em 19 de julho de 1937, organizaram uma exposição com cerca de 650 pinturas, esculturas, gravuras, devidamente escolhidas daquele acervo “maldito”, e lhe chamaram Entartete Kurnst, ou Exposição da Arte Degenerada, cujo objetivo era expor as obras apreendidas com fim de ridiculariza-las.
Usando sobre as imagens ou esculturas frases com intuito “pedagógico” de “explicar” seu significado aos visitantes. Os nazistas também organizaram simultaneamente uma outra exposição chamada “Grosse deutsche Kurnstausstellung (“Grande exposição da Arte Alemã”), com obras de arte ditas “não degeneradas”. Contudo a exposição da “Arte Degenerada” recebeu um número imensamente maior de visitantes do que a exposição com obras consideradas “não degeneradas.
Esta nota histórica nos traz a reflexão de que não é primeira vez que obras de arte recebem tratamento difamatório. Por outro lado, nos mostra que são poderosas demais para serem ignoradas. Elas transcendem seu próprio tempo, traem seu próprio criador, significam e ressignificam aos olhos de seu apreciador ou mesmo de seu inquiridor.
No Brasil recentemente uma série exposições de arte tem estado sob o astuto olhar censor de certos grupos políticos conservadores. O caso mais emblemático é o do Queermuseu. Que foi duramente criticado até o fechamento da exposição. Exposição esta que já havia sido apresentada em Washington e também em Varsóvia, capital da Polônia, coincidentemente uma das cidades que mais sofreu com o regime nazista.
Porém se antes as obras do Queermuseu ficariam restritas a poucos e seletos observadores, que pudessem acessá-las em uma exposição realizada na galeria de um banco privado, agora, elas romperam para além de seus próprios limites e estão no foco do olhar de todos. Bertold Brecht, poeta alemão exilado durante o regime nazista, se questionava, “que tempos são estes, em que é quase um delito falar de coisas inocentes”.
Pois o surto pseudo moralizante caiu como um tacape sobre a arte alemã, e consequentemente sobre as liberdades individuais. As cores sumiram, o riso silenciou, o pensar por si mesmo foi substituído pela norma publicada, por uma estética sombria que tragou uma geração. Surtos moralizantes quase sempre precedem o horror, a insensibilidade e a insensatez.
Como disse Adorno: “A grandeza de uma obra de arte está fundamentalmente no seu caráter ambíguo, que deixa o expectador decidir sobre seu significado”. Na tentativa de silencia-la, ela gritou. Gritou alto, para que todos a ouvissem, até mesmo os que a tentaram silenciar! A arte sobreviverá certamente. Mas são tempos sombrios sem dúvida. Em que o pincel segue os contornos do medo, os poemas devem ser ditos em segredo, a única nudez tolerada é a da ignorância explícita.
Como historiador não posso me furtar a responsabilidade de alertar a sociedade, que fenômenos iguais a estes já se passaram neste mundo. E que as consequências foram terríveis. "A função do historiador é lembrar a sociedade daquilo que ela quer esquecer" diria Peter Burke. No que completa Bertold Brecht, pois “aquele que ri ainda não recebeu a terrível notícia que está para chegar”.


*Flávio Muniz é historiador
Copiado de André Luis Campos.
Copiado de Ropre Alessandra Cunha

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

CANCELADO: "Oficina de Cartum e História em Quadrinhos"



Boa noite pessoal. A "Oficina de Cartum e História em Quadrinhos" que teria início amanhã (20/08/2017) e que já havia sido prorrogada, foi cancelada. Infelizmente tivemos  um numero muito pequeno de inscritos. A oficina ficará para outra oportunidade.

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Prorrogada inscrições: 19/08/2017 - Oficina de HQ em Uberlândia

Atenção, atenção.
 Foram prorrogadas as inscrições para  a Oficina de Cartum e História em Quadrinhos com Jimmy Rus no MUnA.

Estão abertas inscrições para a Oficina de Cartum e História em Quadrinhos com Jimmy Rus no MUnA, a qual terá inicio  neste sábado e serão ministradas no MUnA- Museu Universitário de Arte (Uberlândia/ MG). 
Inscrições e informações no local.
Fone: (34) 3231- 9121 falar com Jaqueline.
Inicio das aulas: 19/08/2017
Custo: R$ 10,00

Portanto galera amanha não terá aula.

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Oficina de Cartum e História em Quadrinhos com Jimmy Rus

Estão abertas inscrições para a Oficina de Cartum e História em Quadrinhos com Jimmy Rus no MUnA, a qual terá inicio  neste sábado e serão ministradas no MUnA- Museu Universitário de Arte (Uberlândia/ MG). 
Inscrições e informações no local.
Fone: (34) 3231- 9121 falar com Jaqueline.
Inicio das aulas: 12/08/2017
Custo: R$ 10,00

terça-feira, 18 de julho de 2017

Extra! Extra! Oficina de cartum e histórias em quadrinhos com Jimmy Rus e O.Q de Quadrinhos no MUnA.

Extra! Extra! Notícia nova no front.  Oficina de cartum e histórias em quadrinhos com Jimmy Rus e O.Q de Quadrinhos no MUnA. A notícia é recente e nesses dias frios de inverno vem esquentar nosso blog.
Fechando detalhes, essa semana teremos mais noticias sobre a oficina de Cartum e HQs a ser realizada no MUnA - Museu Universitário de Arte, na cidade de Uberlândia (MG).
As oficinas serão ministradas no decorrer do mês de Agosto de 2017. Horários, datas e inscrições ainda estão por ser definidas. Aguardem.  

domingo, 16 de julho de 2017

O poder visionário do artista

O artista, seja ele um músico, um pintor, um cartunista, um escultor, etc, possui um alto grau de sensibilidade que o conecta com outros estágios e formas de percepção da realidade. Entre todas as classes de artistas existem alguns raros seres que se destacam e são tidos como Visionários.
Antes de mais nada vejamos o significado do termo visionário: sig. Individuo que possui a rara habilidade de aliar a visão à competência. Diz-se que o visionário é capaz de enxergar e analisar não apenas o presente mas também o futuro. O visionário é capaz de prever tendências e de antecipar mudanças, em vez de simplesmente ser apenas atropelados por elas. 

No universos das Artes  alguns artistas se tornaram grandes visionários e inspiradores das invenções que viriam assolar a humanidade do século XX. Exemplo disso e o artista Alex Raymond, que em 07 de janeiro de 1934, trazia a realidade o personagem de um romance interplanetário chamado Flash Gordon. 
Publicado inicialmente em pranchas dominicais ( tirinhas), Flash Gordon apresenta mulheres com mini-saias duas décadas antes de Mary Quant ter transformado os trajes sensuais em  realidade. 
As pranchas de Flash Gordon, embora "fictícias", apresentavam já nos anos de 1930 os raios laser e naves espacias que décadas depois vão inspiraram  os engenheiros da NASA a desenharem os foguetes espacias que foram capazes de levar o homem realmente ao espaço.
Alex Raymond não é único, outro gênio visionário que o universo  da Arte revela, e muito conhecido pela sua Gioconda (Mona Lisa). Trata-se do artistas renascentistas Leonardo da Vinci.
                                  
 Estudos de seus cadernos tem trazido a luz do conhecimento geral, diversos protótipos de objetos e inventos que só passaram a existir no século XX. Um exemplo disso e o "Helicóptero" de Leonardo ou Parafuso Helicoidal Aéreo, que foi desenhado em 1493 pelo gênio, antecipando nada menos que  450 anos,o helicóptero . 
Leonardo da Vinci, Alex Raymond e até mesmo outros artistas tem trazido a tona  visões de "futuros" próximos ou não. Seja na pintura, na música, na escultura, nas peças de teatro ou em uma simples tirinha, a veia visionária dos artistas tem mostrado ao senso comum o que um dia (pode ser amanhã, ou depois de amanhã) se tornará realidade, mostrado, o que muitas vezes o senso comum não se permite "ver" sendo atropelado pelos acontecimentos que muitas vezes se mostram evidentes e próximos.
A veia visionária do artista se manifesta em diferentes momentos e em diversas formas. Esteja ele consciente ou não disso,  é um eterno visionário, diríamos um xama da sociedade. 

Por Jimmy Rus - 
Professor, cartunista, produtor cultural entre outras coisas. 




domingo, 4 de junho de 2017

Mulher Maravilha: Sinopse





Sinopse: Treinada desde cedo para ser uma guerreira imbatível, Diana Prince nunca saiu da paradisíaca ilha em que é reconhecida como princesa das Amazonas. Quando o piloto Steve Trevor se acidenta e cai numa praia do local, ela descobre que uma guerra sem precedentes está se espalhando pelo mundo e decide deixar seu lar certa de que pode parar o conflito. Lutando para acabar com todas as lutas, Diana percebe o alcance de seus poderes e sua verdadeira missão na Terra.
Data de lançamento1 de junho de 2017 (Brasil)